Análise B2B: Ferramentas para Comunicação Interna

Agora não tem mais desculpa para a falta de alinhamento das suas equipes: analisamos as principais ferramentas para comunicação interna em forma de aplicativos

Embora estejamos vivendo a era da informação, a comunicação interna ainda desponta como um grande desafio para muitas empresas. Quanto maior é o quadro de funcionários e equipes, mais difícil é alinhar as conversas que giram em torno de processos, projetos e planejamentos futuros.

Graças aos deuses da tecnologia, a solução surge no mesmo patamar que sua demanda: aplicativos e softwares muito competentes podem usados (até de graça) para resolver o problema da confusão e servir como ferramentas para comunicação interna.

A partir dessas ofertas, é quase impossível encontrar desculpas para não ter uma gestão eficiente de comunicação, uma vez que a grande maioria das sugestões é intuitiva e faz seu papel com excelência.

Separamos nesse post as principais ferramentas para comunicação interna para analisar, com calma, quais seriam as mais indicadas para cada tipo e tamanho de empresa. Partimos de um recorte que envolve Slack, Yammer, SocialBaseSkype for Business e Fleep, que são as de uso mais popular atualmente.

No entanto, vale lembrar que a melhor ferramena para comunicação interna será sempre aquela que se adapta melhor aos fluxos de trabalho da sua empresa, como também é o caso das ferramentas de gerenciamento de projetos, e-mail marketing e Sucesso do Cliente.

#1 Preço das ferramentas para comunicação interna analisadas

Um dos primeiros obstáculos para qualquer empresa ao contratar ferramentas para comunicação interna é ter de lidar com seus custos, que, às vezes, não cabem no orçamento.

A primeira boa notícia desse texto é que dinheiro não é impeditivo para melhorar as conversas entre suas equipes: a maioria das ferramentas para comunicação interna analisadas começam seus pacotes com a possibilidade de utilização gratuita.

Quando as equipes são grandes ou a empresa demanda interfaces mais personalizadas, os preços podem variar, sendo:

  • Slack: de 8 a 15 dólares por mês, dependendo das funcionalidades;
  • Yammer: de 5 a 12,50 dólares por mês, também de acordo com suas necessidades;
  • Skype for Business: inserção de créditos conforme demanda de cada empresa;
  • Fleep: a partir de 5 euros por mês ou com taxa personalizada de acordo com a customização do pacote.
  • SocialBase: valores baseados em pacote contratado e serviços – via contato com equipe comercial.

#2 Principais funcionalidades

Já que falamos do preço por funcionalidade, vamos aos principais diferenciais das ferramentas para comunicação interna que foram analisadas para esse post (contando apenas as ofertas de suas versões pagas):

#1 – Slack: procura ilimitada de mensagens por palavras-chave, aplicativos e serviços ilimitados, conta com canais compartilháveis, canais para convidados únicos e para diversos convidados, autenticações mandatórias compatíveis com Google, políticas de retenção customizáveis para mensagens e arquivos, chamadas de voz e vídeo para mais de 15 participantes, destaque de mensagens importantes e suporte 25/7.

#2 – Yammer:  como produto da Microsoft, em suas versões pagas é possível incluir todo o pacote de apps da empresa (Outlook, Word, Excel, PowerPoint, OneNote e Access) dentro das ferramentas para comunicação interna. Além disso, ele também conta com integração para serviços externos como OneDrive, Exchange, SharePoint, Microsoft Teams e, inclusive, Skype for Business.

#3 – Skype for Business: o app permite uma solução bem completa para reuniões, incluindo recursos gratuitos, sem a necessidade da compra de créditos, tais como integração com aplicativos do Office, mensagens instantâneas, gravação de reuniões e reuniões online com até 250 pessoas ao mesmo tempo.

#4 – Fleep: a versão gratuita tem histórico de mensagens, número ilimitado de conversas ou times cadastrados, integração com aplicativos de desktop, incluindo apps nativos para Windows, Mac, Linux, Android e iPone e 10GB de armazenamento. Sua versão paga garante tudo isso mais contas de controle administrativo, controle de conversas e times e suporte prioritário, além de 100GB de armazenamento.

#5 – SocialBase: ferramenta bastante robusta (e brasileira!). São uma rede social corporativa (aparentemente atendem a clientes de médio a grande porte), com capacidade de criação de grupos de discussão por tema, com equipes e funções definidas (administrador, etc); podem ter canais para convidados únicos e para diversos convidados; capacidade de gerar enquetes internas e comunicados; buscas por palavras-chave / colaboradores / hashtags; notificações; integrações com GSuite, bots para Twitter e Facebook; e com apps web e mobile.

Ferramentas de projetos podem ser usadas como ferramentas para comunicação interna?

Ao relacionar todas as features possíveis para as ferramentas para comunicação interna, vemos que muitas delas tem exatamente as mesmas possibilidades que algumas opções de ferramentas para gestão de projetos. E, ai, fica a pergunta: vale usar um mesmo aplicativo para as duas coisas?

A resposta, como sempre, vai depender da sua empresa: do tamanho dos times, da exigência de comunicação e, principalmente, da disciplina em manter o foco nas funcionalidades ofertadas pelas ferramentas de comunicação interna e de projetos.

Muitas ferramentas de projetos, como você pode ver nesse artigo que nós publicamos sobre o tema, vem com chats embutidos, focados mais para as conversas acerca dos projetos em si.

Elas são boas para centralizar as informações as informações em apenas uma ferramenta, deixando a vida dos times mais fácil na hora de rastrear alguma conversa específica.

Contudo, nas ferramentas para comunicação interna que listamos no artigo que você lê agora, fica mais fácil abrir conversas paralelas sobre outros temas que concernem aos times mas não estão, necessariamente, ligados aos projetos da casa.

As possibilidades de fazer reuniões também são um diferencial dessas ferramentas para comunicação interna, uma vez que as de gestão de projetos não permitem essa possibilidade – pelo menos não para tantas pessoas ao mesmo tempo.

E aí, já escolheu, com base nessas informações, quais são as ferramentas para comunicação interna que você vai testar daqui pra frente?

Se surgir dúvida sobre alguma, fale comigo aqui nos comentários, e continuamos essa conversa de maneira mais personalizada.  

Keep reading

More >